Nossa Senhora do Carmo e o Santo Escapulário

A Ordem das Carmelitas, originada no século XI na região do Monte Carmelo, é uma ordem religiosa católica de grande devoção à Virgem Maria. Seu fundador, profeta Elias, estabeleceu-se em uma gruta cultivando uma vida de oração e silêncio, modo de vida que logo se propagou para outros eremitas que construíram no local do Monte uma pequena capela dedicada a Senhora do Carmo, ou Nossa Senhora do Carmelo. A palavra “Carmo” significa jardim.

Então, estes profetas foram participantes da Obra Carmelita, que só vingou devido à intervenção de Maria, pois a parte dos monges do Carmelo foram perseguidos por muçulmanos mas conseguiram se refugiar na Europa, no século XII.  Lá, elegeram São Simão Stock como seu superior geral.

São Simão Stock, nascido da Inglaterra no ano de 1165, era muito estudioso e sua família o encaminhou para uma vida de muito sucesso. Contudo, sua real vontade era servir a Deus.

Tendo apenas doze anos, Simão saiu do castelo da família e foi viver vida de eremita. Para sua nova morada encontrou um tronco oco de um velho e grande carvalho na floresta vizinha a Oxford. A notícia do adolescente eremita espalhou-se rapidamente e o povo passou a chamá-lo de Simão “Stock” por causa de sua casa na árvore. Ali ele viveu durante vinte anos, dedicado à oração, à contemplação e à penitência.

Certa noite, Simão teve um sonho com a Virgem Maria. No sonho, a Virgem lhe disse para unir-se aos monges que viriam do mosteiro de Monte Carmelo. Nossa Senhora lhe falava da Ordem dos Carmelitas. No ano 1213, finalmente os carmelitas chegaram às terras da Inglaterra, quando fugiam dos muçulmanos. Assim, Simão Stock pôde ingressar na Ordem, momento que foi eleito superior geral.

Com o passar dos anos, a Ordem dos Carmelitas se viu ameaçada, chegando quase a ser extinta. Diante disso, São Simão enviou emissários para comunicar o papa da atual situação e, enquanto isso, convocou todos os carmelitas para que rezassem à Nossa Senhora, que logo deu a Simão uma visão:  Nossa Senhora do Carmo rodeada de anjos, mostrando a ele o santo escapulário e dizendo-lhe: “Este será o privilégio para ti e todos os carmelitas. Quem morrer vestindo-o, se salvará!”. Depois disso, a Virgem mandou que ele o distribuísse aos monges da Ordem para que eles fossem tranquilizados. Conforme a tradição carmelita, tal aparição aconteceu em 16 de julho de 1251, motivo pelo o dia de Nossa Senhora do Carmo é celebrado nessa data.

São Simão rezava esta oração quando recebeu o escapulário de Nossa Senhora:

“Do Carmo a Flor
vide florida
do céu esplendor.
Virgem fecunda,
singular
Mãe sem par
De homem ignorada!
Ao Carmo vem dar
a tua ajuda.
Estrela do mar!”

   A resposta do papa também logo chegou. Na carta, o Papa declarou que a existência da Ordem dos Carmelitas era legal e autorizou os carmelitas a continuarem com a criação de mosteiros pela Europa. Depois disso, São Simão Stock promoveu uma grande mudança estrutural na Ordem. Passou da forma de vida monástica oriental, para a forma vivida no Ocidente, dos frades evangelizadores, chamados apostólicos.

Assim, a devoção ao santo escapulário rapidamente se difundiu por todo povo cristão e foi tido como sinal da proteção de Nossa Senhora, bem como do esforço próprio em seguir a Jesus Cristo.

   Oração a Nossa Senhora do Carmo

   Senhora do Carmo, Rainha dos anjos, canal das mais ternas mercês de Deus para com os homens. Refúgio e advogada dos pecadores, com confiança eu me prostro diante de vós, suplicando-vos que obtenhais a graça que necessito, (peça a graça). Em reconhecimento, solenemente prometo recorrer a vós em todas as minhas dificuldades, sofrimentos e tentações, e farei de tudo que ao meu alcance estiver, a fim de induzir outros a amar-vos, reverenciar-vos e invocar-vos em todas as suas necessidades.

Agradeço as inúmeras bênçãos que tenho recebido de vossa mercê e poderosa intercessão.

Continuai a ser meu escudo nos perigos, minha guia na vida e minha consolação na hora da morte. Amém. Nossa Senhora do Carmo, advogado dos pecadores mais abandonados, rogai pela alma do pecador mais abandonado do mundo. Ó Senhora, rogai por nós que recorremos a vós.

 

Nossa Senhora do Carmo, rogai por nós!

 

Por Marina Silva Ferreira

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp